Elis Regina Pimentinha


ELIS & GAL: UM DUETO DE TITÃS

Mais uma foto do encontro de Elis e Gal.

 Escrito por Danilo às 15h45
[   ] [ envie esta mensagem ]




ELIS & GAL: UM DUETO DE TITÃS

Certa vez Elis disse: “Aqui só há duas que cantam: Gal e eu. E, se não quiserem uma de nós duas, troco de país ou paro de cantar. Aliás, já pensei nisso.”

Ainda bem que Elis não desistiu de cantar e o que é melhor, em março de 1981 dividiu o palco com Gal Costa no especial da cantora baiana na série “Grandes Nomes”, produzida pela TV Globo.

Na ocasião, Elis estava em Los Angeles onde fora gravar um disco com o saxofonista Wayne Shorter. O disco acabou não dando certo e Elis, muito contente com o convite, veio participar do programa da Gal.

 

Gal Costa abriu um dos blocos do programa cantando “Amor até o fim” (Gilberto Gil) e no meio da música chama Elis. A “pimentinha” entra cantando a música, faz um gesto de reverência à Gal e a partir daí começa o dueto mais bonito da MPB. As duas cantoras improvisam, brincam com a letra e o ritmo da música. Tudo na mais perfeita harmonia...sem concorrência, sem vaidade...um gesto de amor à música popular brasileira.

Depois Gal, num gesto de extrema generosidade, deixa o palco pra Elis que canta “Aprendendo a Jogar”(Guilherme Arantes) acompanhada de seus músicos prediletos: César Mariano, Nathan Marques e Luizão, além da banda da cantora baiana. Mais uma vez a baixinha dá um show...Gal fica sentada no palco com um olhar  de admiração e um sorriso nos lábios...canta, dança e convida a platéia a acompanhar com palmas a apresentação de Elis.

Em “Aprendendo a jogar” uma curiosidade: Elis tem anotado na mão o começo de cada verso das estrofes da música...mesmo assim ela erra a letra, mas nada que tire o brilho de sua interpretação e seus perfeitos improvisos e “scats”. 

Depois, as duas cantoras se juntam novamente para interpretarem “Estrada do Sol” (Tom Jobim/Dolores Duran) e “Ilusão à toa” (Jonny Alfy). Na minha opinião, “Estrada do Sol” é o ponto alto da apresentação.

Após a interpretação de “Ilusão à toa”, um longo abraço selou o encontro de Elis e Gal. Nos bastidores, Elis disse à Gal que aquele dueto havia sido antológico. Ninguém tem dúvida disso.

Ainda bem que você não desistiu Elis!!!!

 

Na próxima semana: Veja porque Elis foi “gugada” em seu especial da Tv Bandeirantes.

 

 

 



 Escrito por Danilo às 18h53
[   ] [ envie esta mensagem ]





 
Histórico
  13/01/2013 a 19/01/2013
  11/03/2012 a 17/03/2012
  05/02/2012 a 11/02/2012
  15/01/2012 a 21/01/2012
  14/03/2010 a 20/03/2010
  17/01/2010 a 23/01/2010
  10/01/2010 a 16/01/2010
  30/08/2009 a 05/09/2009
  18/01/2009 a 24/01/2009
  16/03/2008 a 22/03/2008
  24/02/2008 a 01/03/2008
  25/03/2007 a 31/03/2007
  11/03/2007 a 17/03/2007
  14/01/2007 a 20/01/2007
  31/12/2006 a 06/01/2007
  24/12/2006 a 30/12/2006
  17/12/2006 a 23/12/2006
  10/12/2006 a 16/12/2006
  19/11/2006 a 25/11/2006
  15/10/2006 a 21/10/2006
  10/09/2006 a 16/09/2006
  20/08/2006 a 26/08/2006
  24/07/2005 a 30/07/2005
  05/06/2005 a 11/06/2005
  10/04/2005 a 16/04/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  16/01/2005 a 22/01/2005
  02/01/2005 a 08/01/2005
  12/12/2004 a 18/12/2004
  24/10/2004 a 30/10/2004
  03/10/2004 a 09/10/2004
  19/09/2004 a 25/09/2004
  05/09/2004 a 11/09/2004
  29/08/2004 a 04/09/2004
  15/08/2004 a 21/08/2004
  08/08/2004 a 14/08/2004
  27/06/2004 a 03/07/2004
  23/05/2004 a 29/05/2004
  25/04/2004 a 01/05/2004
  04/04/2004 a 10/04/2004
  28/03/2004 a 03/04/2004
  21/03/2004 a 27/03/2004
  14/03/2004 a 20/03/2004
  07/03/2004 a 13/03/2004
  29/02/2004 a 06/03/2004
  15/02/2004 a 21/02/2004
  08/02/2004 a 14/02/2004
  01/02/2004 a 07/02/2004
  25/01/2004 a 31/01/2004
  18/01/2004 a 24/01/2004


Outros sites
  UOL
  Bastidores ZiriGuidum
  Literatura, Arte & Afins
  Sovaco de Cobra
Votação
  Dê uma nota para meu blog